Resenha de “Anjos e Demônios” do Dan Brown

Anjos e Demônios

Sinopse:

Antes de decifrar O Código da Vinci, Robert Langdon, o famoso professor de simbologia de Harvard vive sua primeira aventura em Anjos e Demônios, quando tenta impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano. Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça. Ele descobre indícios de algo inimaginável: a assinatura macabra no corpo da vítima – um ambigrama que pode ser lido tanto de cabeça para cima quanto de cabeça para baixo – é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade considerada extinta há quatrocentos anos. A antiga sociedade ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica, seu inimigo mais odiado. De posse de uma nova arma devastadora, roubada do centro de pesquisas, ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para a sucessão papal. Correndo contra o tempo, Langdon voa para Roma junto com Vittoria Vetra, uma bela cientista italiana. Numa caçada frenética por criptas, igrejas e catedrais, os dois desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati – um refúgio secreto onde está a única esperança de salvação da Igreja nesta guerra entre ciência e religião.

Em Anjos e Demônios, Dan Brown demonstra novamente sua extraordinária habilidade de entremear suspense com fascinantes informações sobre ciência, religião e história da arte, despertando a curiosidade dos leitores para os significados ocultos deixados em monumentos e documentos históricos.

livro-anjos-e-demnios-dan-brown-excelente-estado_MLB-O-3694249993_012013

O que falar sobre esse esplêndido livro?

Eu comprei esse livro sem nem ao menos ter lido alguma resenha ou a sinopse dele, só li a sinopse quando cheguei em casa e disse a mim mesma para deixar pra ler só nas férias, mas não consegui aguentar e eu o devorei.

Eu estava com um pé atrás com ele, mas quando comecei a ler, percebi que a cada fim de capítulo eu ficava mais curiosa para saber o que aconteceria a seguir. E a cada cena, uma mais emocionante que a outra e eu perdia o fôlego, literalmente.

Me apaixonei pela escrita de Brown e percebi que ler o livro Anjos e Demônios era a mesma coisa que você estar tentando solucionar um crime e a cada vez eu mudava mais a minha opinião, e quando você pensava que aquele era o mocinho na verdade era o vilão e o vilão o mocinho e depois vilão, meu Deus, nem sei explicar.

“O Inimigo mais perigoso é aquele que ninguém teme.”

Dan Brown nos passa uma mensagem explícita sobre o que é mais forte, o milagre da ciência ou o milagre de Deus?

Por mais que a ciência nos ajude, será que há uma força maior por trás da ciência?

“Nossas mentes às vezes veem o que nossos corações gostariam que fosse verdade.”

Enquanto uns acreditam somente em Deus, outros acreditam na inexistência Dele. Há anos, ciência e religião vem lutando e tentando provar que um deles é irrelevante.

“Orgulho e precedência não podem obscurecer a razão.”

Mas no livro de Dan Brown, até mesmo eu (que sou católica) fiquei confusa. Acredito em milagres divinos mas, ás vezes, também precisamos dos milagres da ciência. Mostra também um lado negro tanto da ciência quanto da igreja.

“Existem causas pela qual vale a pena morrer.”

Uma narração impecável com personagens inteligentes e muito bem estruturados, e claro um pequeninas partes de humor.

cinco

Autor: Dan Brown
Editora: Sextante
Título original: Angels & Demons.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s